O Impacto da Cárie Na Qualidade De Vida Da Criança.

By in ,
626
O Impacto da Cárie Na Qualidade De Vida Da Criança.

O apelo estético do sorriso vem ganhando mais notoriedade com o passar do tempo em indivíduos adultos e o mesmo vem acontecendo com as crianças, porém no caso das crianças, manter um sorriso livre de doenças ou anomalias relacionadas à mordida e está diretamente ligado ao modo como essa criança será vista e aceita entre as outras crianças, ou seja, a condição bucal pode interferir nas relações interpessoais e na autoestima dessa criança. De modo que podem se tornar adultos com problemas psicossociais devido a problemas bucais.

Muito comum entre crianças, a cárie dentária é um dos principais fatores associados à dor da infância até a adolescência. Sendo que estima-se que 1 em cada 20 crianças deixam de frequentar as aulas em consequência de dor de dente¹.

Outra consequência alarmante da cárie em crianças diz respeito ao atraso no crescimento e dificuldade em ganhar peso, já que com dor elas tendem a se alimentar menos e com pior qualidade.

Em crianças menores de 13 anos, ou seja o impacto negativo da cárie dentária é notado em diversos aspectos como limitações funcionais, autoimagem, dificuldade de interação social, ficam irritadas facilmente, evitam sorrir e brincar em relação as outras crianças.

A prevalência de cárie em crianças interfere também na qualidade de vida dos pais e outros membros da família, como a perda de dias de trabalho, menor tempo para se cuidarem, restrição do sono, sentimento de culpa e connstragiento por verem seus filhos com o sorriso debilitado.

Essa doença e suas consequências negativas, não são só para as crianças, mas para todos os membros da família que podem e devem ser evitadas pelos pais com a inclusão de hábitos de higiene bucal na vida da criança desde o aleitamento, sendo que a partir do nascimento dos primeiros dentinhos a criança já deve receber os cuidados profissionais do dentista. Outra forma de evitar a cárie dentária e outras doenças comuns na infância é incentivar a alimentação saudável com uma dieta rica em alimentos ricos em fibras, cálcio e oleaginosas, sendo recomendado que a ingestão de refrigerante, doces e alimentos industrializados não sejam oferecidos a elas.

¹Munro CL, Grap MJ. Oral health and care in the intensive care unit: state of science. Am J crit Care 2004; 13:65-74

54321
(0 votes. Average 0 of 5)